MENU
(43) 3339-7199

Releases

Parcerias intensificam e asseguram produção agrícola

O Sistema Sicredi anunciou, na última semana, que disponibilizará R$ 14,8 bilhões para o Plano Safra 2017/18, que terá início no mês de julho. Segundo a instituição, os pequenos e médios produtores rurais continuam sendo o principal foco, como na safra 2016/17, que registrou volume de 67% das operações realizadas.

Na safra 2016/17, que está terminando neste mês de junho, a Cooperativa alcançou a marca de R$ 10,4 bilhões em operações de custeio, comercialização e investimento, incluindo R$ 1,7 bilhão do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) e do FCO (Fundo Constitucional do Centro Oeste). Para a safra que se inicia, a instituição trabalha com a projeção de realizar 195 mil operações. 

Perfil - Na Sicredi União PR/SP, com área de atuação na região norte e noroeste do Paraná e centro leste de São Paulo, durante a safra 2016/17, foram realizadas mais de 1.800 operações. “Com relação à safra 15/16 houve um aumento de 37,2% em recursos liberados”, conta Gilberto Paulo Rauber, assessor de negócios em crédito rural. Além disso, o assessor afirma que o perfil do tomador está bem diversificado. “Foram 23% de subsídio ao pequeno produtor (PRONAF), 39% ao Pronamp e 38% aos demais”. 

De acordo com os dados apresentados no “Encontro dos profissionais da Unicampo e entidades parceiras da Sicredi União PR/SP”, em Maringá, a Instituição Financeira Cooperativa atendeu todas as demandas dos produtores rurais associados durante o Plano Safra 2016/17. A projeção para 2017/18 é atender - em valor de recursos - em primeiro lugar o Pronamp BNDES e em segundo o PRONAF. 

Sobre algumas mudanças no Plano Safra 2017/18, Gilberto Rauber diz: “A taxa se mantém fixa - semelhante 2016/17 -, na linha BNDES houveram reduções consideráveis de juros e a agricultura familiar, para o financiamento de animais no custeio pecuário, deixa de ter o limite de R$ 20 mil. Agora todo o custeio pode ser usado para estes financiamentos”.  

União - Para Alair Zago, superintendente administrativo da Cocamar, a união das cooperativas é de fundamental importância para que os recursos cheguem aos produtores. “Os cooperados precisar ter acesso a um bom atendimento, para que possam buscar o que é condizente a cultura deles”, diz. Para o presidente da Unicampo, Luciano Ferreira Lopes, a função das instituições é garantir que o produtor tenha um ótimo desempenho no campo. “Nós acreditamos que o Brasil é o celeiro da produção agrícola mundial. E é por isso que pensamos em soluções de como agregar valor ao produtor rural. Cabe a nós, como instituições, fazermos com que os recursos cheguem da forma correta ao nosso produtor e, consequentemente, para que ele possa trabalhar assegurado em todo o processo”, afirma Rogério Machado, diretor executivo da Sicredi União PR/SP. 

Seguro Agrícola - Foi também durante o encontro que os produtores e representantes da Sicredi, Unicampo e Cocamar tiveram acesso a diversas informações sobre o Seguro Agrícola. Para atender aos associados, a Sicredi realizou parcerias com seguradoras que atendem dentro da área de atuação da Cooperativa, entre elas Fairfax Brasil, Allianz, Mapfre e com a - recém-chegada na região - Sancor Seguros. A ação torna o acesso à subvenção mais prática, assim todos os associados podem ser atendidos. 

Diante a parceria com a Sancor Seguros, a Instituição financeira Cooperativa Sicredi passa a oferecer duas condições exclusivas aos associados. A primeira é no modelo convencional, onde o produtor pode escolher o preço da saca e o nível de cobertura, que está atrelado a produtividade – com base nos dados do IBGE. Já a segunda modalidade é apenas aos cooperados da Cocamar. Os cooperados terão o preço da saca travado em 66 reais e a quantidade da saca também é fixa. A diferença é que a média utilizada é do entreposto da Cocamar, ou seja, apenas para municípios com o entreposto da instituição.  

Planejamento - Antes de solicitar o financiamento é importante que o produtor rural faça o planejamento técnico da próxima safra, e para isso terá à disposição a área de consultoria da Sicredi para identificar a linha de crédito mais apropriada. “Para ter o crédito liberado, existe todo um processo para avaliar a disponibilização do recurso e quanto ao seguro agrícola a regra de acesso à subvenção é por ordem de chegada”, finaliza Rauber. 

 

Cliente: Sicredi União PR/SP

voltar